Fake News significam “notícias falsas”, o que quer dizer informações errôneas, as quais disseminadas pela internet podem causar grandes estragos para saúde mental de quem está lendo e compartilhando, disseminar preconceito e discurso de ódio ou ainda, incentivar linchamentos. No entanto, com milhares de notícias publicadas diariamente, como é possível fugir das Fake News? A seguir algumas dicas para identificar notícias falsas:

 

  1. Sempre verifique as fontes da informação – organizações ou pessoas das quais você nunca ouviu falar aparecem na matéria, mas não resistem a uma pesquisa no Google? Mau sinal.
  2. Cheque as datas: notícia tem data de validade – o mundo muda muito rápido e uma notícia pode ter sido verdade – há dez anos atrás. Não se deixe enganar por matérias muito antigas.
  3. Desconfie de posicionamentos radicais – notícias verdadeiras trazem pelo menos dois pontos de vista. No Jornalismo, isso é conhecido como acesso ao contraditório. Fake News costumam ser acirrados na defesa de apenas um lado da questão, sem ouvir o outro.
  4. Se outros meios de comunicação não deram a mesma informação, ela pode ser falsa – hoje, dificilmente um veículo consegue reter uma notícia como exclusiva por muito tempo. Se o conteúdo estiver em apenas um lugar, desconfie.
  5. Leia a matéria completa, e não apenas o título – a Internet é um manancial infinito de informações, enquanto atenção é artigo raro. Por isso, certos editores usam chamadas sensacionalistas ou parciais, que tendem a atrair mais os olhos dos leitores, e que não necessariamente refletem o teor da matéria. Por isso, sempre leia a reportagem completa.

(Dicas retiradas do site http://www.brasildoamanha.org.br/noticias/5-dicas-para-nao-cair-em-fake-news )

 

Na dúvida, não compartilhe, vamos quebrar essa corrente!

 

Escrito por:
Bruna Becker
Psicóloga
Analista de RH Grupo Algo Mais